sábado, 22 de julho de 2017

Manhã na Beira

À querida Elba J 

Sábado chega em luz e fresca aragem.
Soam  sorrisos no ar da rua, e o gato
Aqui dentro da casa faz espalhafato,
Miando alegrias, deliciosa linguagem.

Movem-se ramagens, desperta a poesia,
Surgem lembranças de ouro e perfume:
Algum amigo anjo, envolto em brumas,
Vem a cantar o passado em melodias.

Cá estamos nós, na Ibéria que sonhamos,
Ou é apenas sonho a vida em que estamos
E outro mundo sim é o estar desperto?

A mim pouco interessa qual a alternativa:
É certo que é Sábado e a vida canta vivas,
A transbordar em verso águas ao deserto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário